Average rating for our customers
4.8
On 5
  Last comment: 19-11-2016
buena atención, calidad y precio. Mis felicitaciones Luis
Productos de Ortopedia


Quem somosVisita virtualLocalizaçãoContacte-nosInformação legalCondições de venda
NOTICIAS Maximize

SISTEMA DE SAÚDE suportou a 2011

SISTEMA DE SAÚDE suportou a 2011, apesar da crise

More details

Noticias

» Adicionar à minha lista de desejos

SISTEMA DE SAÚDE suportou a 2011

SISTEMA DE SAÚDE suportou a 2011

SISTEMA DE SAÚDE suportou a 2011, apesar da crise

Sending, please wait...

Your question has been sent! We'll answer you as soon as possible.

Sorry! An error has occurred sending your question.

O sistema de saúde pública em 2011 com o rosto dele, apesar da crise. Na verdade, de acordo com aBarómetro Saúde foi lançado hojealcança a maior marca em satisfação, como indicado pelo secretário-geral da Saúde, Farjas Pilar: 6,59, 2/100 a mais que em 2010. Em contraste, diminui 8/10, para 72,1%, a proporção dos que dizem que funciona muito bem ou muito bem, mas precisa de mudanças. Tenha em mente que o levantamento foi feito no ano passado, assim que as últimas medidas (mudar o co-pagamento,medicamentazo, Os serviços de Carteira de revisão) não foram ainda sobre a mesa.Esta boa opinião é mais clara quando você perguntar usuários (7.800 entrevistas em três grupos de fevereiro a outubro de 2011) se eles preferem algo privado de saúde.Nem na atenção primária, pediatria, emergência ou hospitalização há dúvida: há mais de 25 pontos de diferença entre aqueles que preferem público. Apenas no caso de consultas especializadas porcentagens aproximadas: 49,5% preferem o sistema nacional de saúde e 41,6% privados.Quando perguntado as razões, é que o setor privado ainda é valorizado principalmente por sua hospitalidade (quartos mais confortáveis) e pronta atenção.

Usuários tirar um 7,05 de 10 à proibição de fumarEste último aspecto está relacionado com algo que é uma constante negativa nesses relatórios que são feitos a partir de 1995: os cidadãos não apreciam melhorias em listas de espera. O tempo que leva especialistas em cuidados de citações solicitando e receitas atrasadas para não-urgente hospitalar suspensas na opinião dos cidadãos,com praticamente a mesma nota, em 2010.De facto, acreditamos que 45,1% permanecem os mesmos. E 18,2% dizem ter melhorado, exatamente a mesma proporção dos que dizem que piorou.Farjas destacou um aspecto relacionado com as medidas que têm sido tomadas por este governo: a embalagem inteira economiza 48,6% de medicamentos que tenham sido prescritos, o que pode significar cerca de 45 milhões de caixas. Esta poderia ser uma espécie de compra antecipada, sem efeito de longo prazo sobre contas públicas-se não porque 35% dizem que então não usá-los, porque eles mudam o tratamento.Então Farjas indicou que cerca de 10% dos medicamentos prescritos nunca dispensado consumido. O secretário-geral não quis dar um valor para o custo possível desses recipientes.

O Barômetro também perguntas sobre a proibição de fumar, que entrou em vigor no ano passado. Usuários com uma taxa de 7,05 fora de 10, que é adequado, e marcou um 4,76 na "necessidade de adaptar-se ao benefício de fumantes." Perguntado, não Farjas entrar em "hipóteses" sobre as possíveis mudanças, conforme solicitado pelo Eurovegas porque ele disse que não tinha ainda qualquer pedido.

 

Escreva a sua opinião

SISTEMA DE SAÚDE suportou a 2011

SISTEMA DE SAÚDE suportou a 2011

SISTEMA DE SAÚDE suportou a 2011, apesar da crise

Escreva a sua opinião